Mulheres e histórias que inspiram

Maestrinas, poetisas, líderes de movimentos em defesa da mulher, atrizes, mães. Mulheres brasileiras que quebraram estereótipos e superaram  inúmeros desafios.

Quero contar no artigo de hoje, um pouquinho da história dessas mulheres brilhantes e amorosas. Mulheres brasileiras que inspiram, que fizeram e ainda fazem a diferença em nossas vidas.

 

Chiquinha Gonzaga

Uma mulher muito à frente ao seu tempo e que não se prendia aos padrões impostos pela sociedade em sua época. Essa era Francisca Edwiges Neves Gonzaga, mais conhecida como Chiquinha Gonzaga.

Compositora, maestrina e instrumentista, foi pioneira em diversos aspectos relacionados à música:

  • Sendo a primeira pianista mulher a tocar “choro”.

  • Em 1889 lançou a primeira marchinha de carnaval ( Ô abre alas).

  • Primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil.

Suas canções estão presentes até hoje, no repertório da música popular brasileira.

 

Cora Coralina

Nascida no interior de Goiás e doceira por profissão, Anna Lins Guimarães Peixoto Bretas, usava em sua escrita o pseudônimo Cora Coralina. Foi uma poetisa e contista que, desde adolescência, tinha nos versos a forma de expressar a poesia de maneira rica e sublime.

Embora seja considerada uma das maiores escritoras brasileiras, teve o seu primeiro livro publicado em 1965, quando já tinha 76 anos. Sua obra foi reconhecida por grandes nomes da literatura, entre eles, Carlos Drummond de Andrade, que mencionou em uma de suas cartas:

“Minha querida amiga Cora Coralina sua poesia é das mais diretas e comunicativas que já tenho lido e amado”.  E ainda ressaltou “ És patrimônio de nós todos, que nascemos no Brasil e amamos a poesia (…) ”

 

Maria da Penha

Maria da Penha Maia Fernandes, é um grande exemplo de sobrevivência e superação. Ela sofreu agressões do marido e com isso ficou paraplégica.

Lutou intensamente durante 19 anos, para que seu agressor fosse preso. Meses antes da prescrição do crime, seu ex marido foi preso. E  infelizmente foi solto cerca de 2 anos após a prisão.

Fundou o Instituto Maria da Penha, uma ONG que luta contra a violência doméstica sofrida pelas mulheres. Por seus esforços no combate à violência contra a mulher, em agosto de 2006 foi sancionada a lei Maria da Penha, em sua homenagem.    

 

Fernanda Montenegro

O que seria da dramaturgia brasileira sem Fernanda Montenegro? Considerada uma das principais atrizes brasileiras,  Arlette Pinheiro Esteves da Silva Torres, conhecida como  Fernanda Montenegro, também trabalhou como radialista, locutora e apresentadora.  

Por sua atuação impecável digna da grande “dama do teatro, do cinema e da dramaturgia do Brasil”, recebeu inúmeros prêmios nacionais e internacionais.

Dentre eles, foi a primeira brasileira a ganhar o Emmy Internacional na categoria de melhor atriz. E a primeira mulher latino-americana a receber a indicação Oscar de melhor atriz.  

Mulheres como Chiquinha, Cora, Maria, Fernanda nos inspiram todos os dias.  Suas histórias apontam não só pioneirismo, mas força de vontade para construir novas realidades frente às inúmeras dificuldades.

Mas além delas, existem outras inúmeras mulheres, que fazem história todos os dias.

E para você, quais histórias de mulheres te inspiram? Deixe o seu comentário.

Um forte abraço.

 

“Olá, muito prazer eu sou Jussara Estela Arthuso, Psicóloga e sou a responsável pelo Espaço Entre Olhares. Nosso objetivo é acolher e transformar a vida de cada uma das pessoas que buscam os serviços citados na Página Para Você aqui do site. Os artigos publicados aqui, ajudarão você na melhoria da qualidade dos relacionamentos e espero que as minhas palavras possam te trazer o conforto e as soluções que você busca. Se você gostou ou mesmo se ficou com alguma dúvida, aproveite para deixar o seu comentário no Fale Comigo, aqui na página”

 

 

WhatsApp chat