Na última semana tivemos nosso espaço cheio de risos e encontros, com a presença das crianças que participaram da 4ª edição da nossa Colônia de Férias, dessa vez nomeada de Akampadentro – o universo que habita em mim.

Foram dias em que as crianças tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre si mesmas e reconhecer suas potencialidades.

No artigo de hoje eu conto como foi a experiência dessa edição. Confira!

Festejar, conviver e aprender

Sem dúvida alguma, essas palavras definem nossa Colônia de Férias. O nosso intuito foi oferecer às crianças um lugar onde pudessem brincar, se divertir, desenvolver-se e interagir com o semelhante.

Um propósito que vai além

A experiência do Akampadentro para as crianças é rica e para mim enquanto idealizadora e gestora também. Mas vai muito além disso.

Com as rotinas agitadas e “sufocantes” vividas pelos pais, onde as exigências profissionais somam-se  aos cuidados de gerenciamento do lar, relacionamento conjugal, convivência familiar, educação dos filhos (com desafios educacionais e construção de mecanismos que os desperte para desconectarem dos famosos jogos virtuais), muitas vezes o período de férias das crianças é uma preocupação a mais para os pais. Dividir as tarefas com a atenção aos filhos e as cobranças deles, é uma questão comum a várias famílias.

Essa dependência e cobrança, muito comuns em fases da infância e adolescência, desgastam os pais emocionalmente e trazem tristeza ás crianças pela perda na qualidade dos relacionamentos. Assim, a Colônia de Férias, existe também com esse propósito: ajudar as famílias a trabalhar essa sobrecarga sabendo que as crianças estão em um ambiente acolhedor, seguro e que estão sendo estimuladas mentalmente, emocionalmennte e fisicamente.

O período de férias pode, e deve ser também um momento de aprendizado e crescimento.

Oficinas para “dar asas” a criatividade

O Akampadentro foi uma experiência intensa para todos os envolvidos. Efetivamos a programação planejada com muito compromisso técnico e carinho. As diversas oficinas: culinária, pintura, modelagem em biscuit, além de rodas de conversa, contação de histórias e gincana, proporcionaram o alcance do objetivo que consiste no favorecimento da diversão e aprendizados.

A animação e a criatividade estiveram presentes em todos os momentos. E trabalhamos também a consciência e propósito nas relações humanas.

Experimentando novidades

A Colônia de Férias sempre traz gratas surpresas com o comportamento e habilidades das crianças. A oportunidade de vivenciar seus recursos internos na execução de tarefas através de brincadeiras é surpreendente.  Tivemos também crianças com dificuldade para expandir o paladar e aceitação de novos grupos alimentares, experimentando com ousadia alimentos novos e gostando muito.  

Tivemos também a ampliação de hábitos, e, é claro, novas amizades. Como é gratificante constatar a riqueza das interações entre eles, e principalmente, nenhuma criança lembrando do seu equipamento eletrônico. Como psicóloga clínica ouvindo nos atendimentos diversas crianças em sofrimento mental devido a solidão cotidiana, escassos momentos de trocas afetivas reais, tal experiência me realiza e toca profundamente minha alma!

Crianças em contato com a natureza

Um jardim é um mundo mágico para uma criança. Esse contato com a natureza traz inúmeros benefícios para diversas áreas da vida. Ajuda no controle da ansiedade, na inspiração, na criatividade e muitos outros aspectos físicos, mentais e emocionais.

Por isso, aqui no Espaço Entre Olhares onde a vida fica melhor, fazemos questão que as crianças tenham a experiência da Colônia de Férias próximas a natureza.

Leia também: Contato com a natureza enriquece a vida das crianças

Nossos jardins ficaram muito mais animados e coloridos durante o Akampadentro.

Um relato que explica tudo

Quando chegamos ao fim da Colônia de Férias, temos constatações visíveis no comportamento das crianças. Podemos perceber mais maturidade e aceitação de limites.

Nos primeiros momentos de adaptação, existe certa timidez, o que é muito comum, mas ao final, não é que todas querem voltar?

Para mim é um período intenso, cheio de transformação e alegria. E o incentivo desse trabalho, hoje resumo com o depoimento dos pais da Julie Villefort Freitas Evangelista (6 anos), que esteve presente na 3ª e na 4ª edição.

A mãe Élida Villefort Freitas Evangelista, profissional da Educação Infantil, compartilhou conosco suas percepções a seguir:

“A Colônia de Férias foi um achado para a nossa família. Desde a última edição, quando a Julie foi pela primeira vez, conseguimos observar mudanças significativas no comportamento dela. Na terceira edição, quando a perguntamos o que ela havia achado, ela nos disse uma frase que marcou muito:

“A Colônia de Férias foi um lindo presente que o papai me deu”

“Esse comentário que ela fez realmente explica o sentimento que a Julie tem com tudo isso. Por esse motivo nos esforçamos para que ela continue ganhando esse “lindo presente” durante as férias. Realmente é algo que virou um diferencial na vida dela. Dessa vez, assim que as férias estavam chegando ela já perguntou quando iria para a Colônia, e ao perguntarmos a ela qual é o melhor dia, ela nos respondeu feliz:

“Papai, todos os dias são melhores”

“Temos muita confiança no trabalho da Jussara e gratidão por todo carinho e empenho nesse projeto que é maravilhoso e tão importante.”

Continue nos acompanhando

Fique a vontade para deixar seu comentário aqui e aproveite também para conferir as fotos do Akampadentro no nosso Instagram @entreolharespsicologia

WhatsApp chat