Ansiedade Infantil: Um assunto que nós precisamos falar

Todos nós passamos por situações em nosso cotidiano, que nos deixam mais ansiosos. Seja para falar em público ou até mesmo ao participar de uma reunião importante no trabalho. E por mais bem preparado que você esteja, por vezes, é difícil manter o controle das suas reações.

No entanto, apesar de não passar por situações iguais às de um adulto, do cotidiano do trabalho, por exemplo, as crianças e adolescentes também sofrem de ansiedade. E quando os sintomas estão acima do que é considerado normal, podem até prejudicar a qualidade deles.

Para te ajudar a entender melhor sobre esta questão, desenvolvi este conteúdo. Onde vou falar sobre os principais sintomas de ansiedade infantil e como ajudar o seu filho durante esse processo.

Quando a ansiedade se torna um problema?

A ansiedade é uma emoção que todos nós sentimos, e que até certo ponto, nos ajuda na adaptação à situações de expectativa e até mesmo de medo.

Mas quando essas reações se tornam excessivas e impedem a criança ou adolescente de fazer atividades simples do dia a dia, podem ser consideradas um Transtorno de Ansiedade.

Saiba como reconhecer os sinais da ansiedade 

É importante que você tenha em mente que nem todas as reações de choro ou impaciência nas crianças são consideradas Transtorno de Ansiedade.

Mas quando essas reações são recorrentes e acabam atrapalhando a rotina precisam de maior atenção dos pais, cuidadores e até mesmo dos professores.

Existem alguns sinais que podem indicar a ansiedade infantil, como:

  • Roer unhas
  • Urinar nas roupas
  • Regredir em idades anteriores
  • Chorar muito
  • Não conseguir dormir a noite
  • Reagir de modo completamente diferente do habitual, entre outros.

 

Quais são os tipos mais frequentes de transtornos? 

A ansiedade infantil pode se manifestar de algumas formas, entre elas as mais frequentes são:

Ansiedade da separação: Quando as crianças têm uma dificuldade extrema de se adaptar a separação. E chega até mesmo relatar dores físicas, e diversas dificuldades emocionais, durante esse processo.

Fobias: Medo demasiado de determinadas situações, objetos e atividades que aparentemente, não representam perigo. Como andar de elevador, ou ir a um consultório médico, por exemplo. 

Ansiedade generalizada: Também conhecido como Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), está relacionada aquelas crianças que têm preocupações em excesso de que diversas perigos e coisas ruins possam acontecer. Seja na escola, com a família ou amigos e etc.

Pânico: Nesses casos, as crianças costumam ter ataques de pânico com regularidade e costumam relatar dores físicas como falta de ar, dores no estômago, sudorese, entre outros sintomas.

Como tratar algo, que por vezes é silencioso?

Antes de qualquer coisa, observe suas próprias atitudes. Existem situações em que os pais são ansiosos e isso acaba refletindo diretamente nas reações dos filhos.

Procure também estar atento aos sintomas e reações que, muitas vezes, podem ser confundidos com situações que a maioria das crianças fazem normalmente. E nesse caso, o ideal é sempre observar as reações das crianças, de acordo com a faixa etária. E não apenas rotular as emoções e as reações que as crianças apresentam, apenas como “birra”.

É importante não privá-los de passar por essas situações, como uma criança que tem dificuldade de andar em elevador. Você pode apoiá-la e ajudar a enfrentar esse desafio e não apenas deixar de andar de elevador em função disso.

Conte com um apoio profissional

Além disso, para passar por esse processo você também pode contar com um apoio profissional e participar de terapias e atividades que ajudem a estimular a auto-confiança.  Aqui no espaço Entre Olhares, estamos sempre abertos a contribuir com você e com sua família.

Poderíamos falar sobre como são feitas essas terapias e atividades de maneira breve.

“Olá, muito prazer eu sou Jussara Estela Arthuso, Psicóloga e sou a responsável pelo Espaço Entre Olhares.

Nosso objetivo é acolher e transformar a vida de cada uma das pessoas que buscam os serviços citados na Página Para Você aqui do site.

Os artigos publicados aqui, ajudarão você na melhoria da qualidade dos relacionamentos e espero que as minhas palavras possam te trazer o conforto e as soluções que você busca.

Se você gostou ou mesmo se ficou com alguma dúvida, aproveite para deixar o seu comentário no Fale Comigo, aqui na página. Até mais!”

WhatsApp chat