O período de provas escolares, como o Enem ou o Vestibular, costuma ser repleto de sentimentos de ansiedade, nervosismo, dúvidas e incertezas sobre qual profissão seguir. 

Se você está passando por este misto de sentimentos, saiba que, assim como você, muitos outros jovens e até pessoas que já estão no mercado de trabalho passam por isso. 

Neste artigo, falarei sobre os desafios da escolha da profissão e como você pode aprender tomar decisões de forma consciente. 

Dúvidas na hora da escolha da profissão 

Decidir qual profissão seguir nem sempre é uma tarefa fácil. São tantas as oportunidades e questionamentos, que os jovens podem ficar  ainda mais confusos sobre qual carreira optar. 

A escolha profissional envolve o conhecimento de suas habilidades, a sua identificação com o trabalho que irá executar depois de formado, o mercado de trabalho, as possibilidades de ganhos financeiros, dentre outras condições. É muita coisa a ser considerada, o que leva naturalmente à ansiedade e incertezas.

No entanto, é importante que você tenha em mente que a escolha pode ser revista a qualquer momento. E futuramente, novas escolhas e decisões poderão acontecer.

Conhecer melhor a si mesmo 

Ao invés de focar em apenas “acertar” em sua decisão sobre qual carreira seguir, procure conhecer melhor a si mesmo, como suas aptidões, interesses e potencialidades. 

Existem alguns passos que você pode começar a colocar em prática e que contribuirão durante este processo: 

1º Passo: Identifique suas habilidades: 

Analise as principais coisas que você realmente gosta de fazer, não apenas no que diz respeito a profissão, mas no cotidiano de um modo geral. 

Você é comunicativo? Gosta de ajudar às pessoas? Você é mais ligado a tecnologia? Gosta de colocar a “mão na massa” ou prefere atividades de planejamento”? O que lhe causa tristeza? E alegria? Essas e outras perguntas podem ajudá-lo a se conhecer melhor e facilitar seu processo de decisão.

2º Passo Opte pela orientação vocacional.

A orientação vocacional, realizada por psicólogos, é um dos instrumentos que auxiliam na compreensão mais ampla das capacidades internas. E favorece o reconhecimento, de quais profissões melhor se encaixam em suas habilidades. Quanto mais você reconhecer seus potenciais mais coerente será a escolha. A psicoterapia também contribui muito para essa decisão.

3º Passo: Conheça melhor as particularidades da profissão.

 Depois de identificar algumas das profissões que melhor se encaixem em seu perfil pessoal, você pode buscar conhecer melhor sobre elas. 

Conversar com pessoas que já atuam na área com a qual você se identifica, realizar cursos livres e de curta duração que estejam relacionados à profissão almejada. E conhecer os ambientes de atuação profissional, são auxílios importantes para sanar dúvidas.

4° Passo: Não se cobre tanto

O período de provas e a escolha da profissão podem gerar estresse e ansiedade, mas procure não se cobrar tanto!

Saiba que mesmo com decisões já tomadas, é sempre possível redirecionar seu caminho, a fim de tomar decisões que te deixe mais feliz e realizado. Tenha em mente que na fase adulta, teremos a oportunidade de desenvolver atividades profissionais por 40 anos, 50 anos ou mais.

E que o desempenho da profissão é também uma maneira de colaborar na construção de uma sociedade que almejamos para filhos e netos.

Desenvolver o autoconhecimento e fazer pesquisas sobre a profissão irão contribuir para que você consiga tomar decisões mais acertadas.  

“Olá, muito prazer eu sou Jussara Estela Arthuso, Psicóloga e sou a responsável pelo Espaço Entre Olhares. Nosso objetivo é acolher e favorecer a transformação  na vida de cada uma das pessoas que buscam os serviços citados na Página Para Você aqui do site. Os artigos publicados aqui, ajudarão você na melhoria da qualidade dos relacionamentos e espero que as minhas palavras possam te trazer o conforto e as soluções que você busca. Se você gostou ou mesmo se ficou com alguma dúvida, aproveite para deixar o seu comentário no Fale Comigo, aqui na página”.

WhatsApp chat