Os idosos se sentem amados e estimados quando recebem apoio familiar na forma de afeto e cuidado.

O suporte da família neste momento é muito importante e por isso esse é o tema do nosso Blog de hoje. Confira! 

Temos hoje, no Brasil mais de 30 milhões de pessoas com mais de 60 anos – 54 milhões, se considerarmos todas as com mais de 50, de acordo com projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Não há mais como negar: o Brasil está envelhecendo.

Sabendo disso, será que estamos preparados para lidar com as pessoas idosas a nossa volta? 

Para começar, precisamos compreender que as limitações físicas e mentais  chegam junto com a idade. Esse é um processo que precisa de apoio para que o idoso entenda  que pode ter qualidade, produtividade, e prazer em todos os níveis do ciclo da vida. 

A importância da psicologia na velhice 

Durante a vida as perdas são inevitáveis e quanto mais se vive, mais despedidas enfrentamos. Por isso, é muito importante que os idosos tenham um lugar para falar sobre suas perdas significativas, sejam elas de origem familiar, profissional ou com relação à saúde. 

O papel do psicólogo aqui é cooperar para que essas perdas sejam ressignificadas e ao invés de parecerem apenas sofrimentos ou dores, possam ser fatos da vida e experiências. 

Além disso, podemos auxiliá-los a encontrar uma forma de compreender que o processo de envelhecimento vem de uma sequência de escolhas adaptativas às condições impostas pela realidade.

De fato, o tempo vai impondo seus limites e cabe a nós aprender a tirar o melhor proveito da vida, principalmente no quesito aprendizado. 

Apoio familiar

Quando pensamos em alguém idoso vem logo à mente o cabelo branco e a incapacidade. E não é bem assim. Não podemos generalizar.

A história de vida, a rotina, a personalidade, tudo isso influencia em como é a vida do idoso. Mas, uma coisa é certa: os idosos representam a fase final do ciclo de vida numa dada família.

Por isso, será tão melhor para eles que sejam honrados e considerados na singularidade. Os laços sociais no decorrer da vida podem neste momento cooperar na obtenção de um envelhecimento saudável e um auto conhecimento elevado.

Tanto através de atividades como encontros entre grupos de convivência, viagens direcionadas às necessidades deles, momentos para jogos e brincadeiras que atendam seus repertórios de interesses e preferências e ainda diálogos com os familiares mais jovens onde a partilha da sabedoria enriqueçam a todos.  

Aqui entra principalmente o papel da família que deve oferecer o suporte em forma de amor, afeição, proteção e compreensão. Apoio esse que pode ser refletido em mais saúde e bem-estar para o idoso. 

Dia Mundial da Doença de Alzheimer

No último dia 21 de setembro foi celebrado o Dia Mundial da Doença de Alzheimer e falando sobre os cuidados com as pessoas idosas precisamos tocar neste assunto. 

A Doença de Alzheimer (DA) é um transtorno neurodegenerativo progressivo que se manifesta por deterioração cognitiva e da memória, comprometendo as atividades de vida diária e provocando alterações comportamentais. Essa doença afeta mais os idosos, sendo responsável por mais da metade dos casos de demência na população com mais de 65 anos.

O sintoma primário mais conhecido é a perda de memória. Depois aparecem outros como a irritabilidade, prejuízo na capacidade de se orientar no espaço e no tempo e nos casos mais graves, a perda da capacidade das tarefas cotidianas, resultando em completa dependência. A doença pode vir acompanhada também de depressão, ansiedade e apatia.

Uma doença que muda por completo a relação com quem amamos. Muitas vezes nos vemos cuidando de quem cuidou de nós por toda a vida. 

É um processo complexo e  às vezes doloroso que precisa de apoio psicológico para as duas partes: cuidador e quem é cuidado. 

Por fim, quero reforçar que envelhecer é um processo natural que faz parte do lindo ciclo da vida. Passar bem por essa etapa depende de um equilíbrio entre as perdas e ganhos trazidos pela trajetória. Cada fase que vivemos é cheia de desafios que nos trazem maturidade e evolução. 

Como apoio às pessoas idosas a nossa volta precisamos trabalhar a paciência, o amor, afeto e oferecer proteção e acolhimento, respeitando assim, todas as contribuições e ensinamentos recebidos delas. 

Um forte abraço, 

Espaço Entre Olhares (031) 98814-7288

Leia também: FELIZ – IDADE: Viva o agora

WhatsApp chat