A finitude da vida nos mostra todos os dias o quanto é importante continuarmos realizando nossos planos para que possamos colher os frutos no tempo certo. Focar nas realizações é o que nos mantém produtivos e celebrando a vida. E também é importante saber quando o desistir é a melhor escolha para que o mesmo aconteça. Dar valor ao começo significa que vários desafios foram superados. Hoje, esse tema tão importante é o assunto do nosso Blog. Confira!

Quando digo que o começo é o princípio de tudo significa dizer que até você iniciar algo, muitas etapas foram construídas. A saber: nutrir o sonho, planejar as ações em si, empenho e decisão para começar a agir. Fernando Pessoa disse certa vez: “Agir, eis a inteligência verdadeira. Serei o que quiser, mas tenho de querer o que fôr.”

Realmente para chegar até uma decisão assertiva, passamos por medos, anseios e várias reflexões ao longo do percurso.

Deixar para amanhã o que se pode fazer hoje pode trazer consequências, como a frustração e a falta de esperança por algo maior e melhor.  É importante focar na motivação e garantir que a procrastinação não influencie e atrase a nossa trajetória.

As metas e objetivos vão trazendo contorno a vida e são o caminho para a concretização dos sonhos e projetos que dão sentido à nossa jornada existencial.

O processo evolutivo é uma experiência inigualável em direção à plenitude. Ou seja, a capacidade para obter uma coerência entre o que sente, pensa e faz. No entanto, do estado atual ao estado desejado, algumas pessoas encontram uma série de adversidades e obstáculos, que motiva-os  a desistir e duvidar que verdadeiramente tem o potencial para mudar a realidade. 

Aprendizados

Cada desafio que enfrentamos diante da realização de um plano é uma oportunidade de aprendizado. Às vezes não conseguimos alcançar nossas metas, sonhos e objetivos conforme planejamos, mas é exatamente isso que nos prepara enquanto pessoas comuns para chegarmos a destinos extraordinários. 

Os obstáculos que surgem para cada um de nós possuem um grande valor, tanto para o nosso desenvolvimento pessoal, quanto para entendermos o valor daquele esforço.

Precisamos ter empenho, força de vontade, paciência e muita persistência para trabalhar em prol de nossos objetivos. 

Em muitos momentos, principalmente aqueles em que nos sentimos frustrados, a vontade de desistir se sobressai a todas as outras e ficamos tentados a deixar nossos sonhos em segundo plano. Aqui precisamos trabalhar nossa maturidade emocional para fazer boas escolhas e entender quando é preciso continuar e quando o melhor caminho é decidir desistir.

Evoluímos com o processo de realização de cada ação que temos na vida.

Decidir é arriscar

A tomada de decisão é talvez um dos processos mais complexos das nossas vidas. De forma simples, diz respeito a escolher uma opção dentre várias outras. Mas uma escolha sempre implica em outra não-escolha, e precisamos abrir mão de algo. É aí que o processo fica ainda mais difícil. 

Eu inclusive já falei sobre isso em outras publicações, mas reforço: as escolhas fazem parte da vida e são inevitáveis. Para aprender a lidar com elas, primeiramente precisamos compreender que nem sempre teremos certeza absoluta. A dúvida faz parte dessas situações, enganos podem acontecer e não há nada de ruim nisso que não possa ser ressignificado.

Diante de uma escolha, pondere sobre  as possibilidades e consequências. Depois, é importante se colocar em primeiro lugar, veja quais são as suas verdadeiras vontades pautadas nos teus princípios. Muitas vezes as pessoas não conseguem se decidir por medo de decepcionar as outras ou por querer sempre agradar a todos em sua volta. O que não é, de forma alguma, saudável. 

Decidir consiste em ter forças para assumir que talvez não existam respostas certas, o que para um tem um valor maior, para outro será desprezado. 

Aprender a tomar decisões pode ser equivalente a conhecer verdadeiramente quem somos e o que desejamos para nossas vidas.  

Permita-se desistir

Dá-se muita importância ao que se consegue, ao que se alcança, a quantas vezes chegamos em primeiro lugar. No entanto, poucos se lembram de que será preciso desistir, abrir mão de muitas coisas e de algumas pessoas, caso queiramos persistir na busca de uma meta. Permita-se desistir.

Para a maioria das pessoas, desistir é uma palavra ligada à ideia de fracasso, de fraqueza, de incapacidade. Mas, em verdade, desistir, dependendo da situação, pode ser a melhor saída para viver melhor. 

Muitas vezes, desistir não quer dizer parar, paralisar, perder. Também existe o sentido de desistir de algo que nos traz infelicidade ou de um ambiente que não é propício para conseguir o que almejamos.

Tenha fé

A força da presença de Deus acrescenta a coragem necessária para a realização dos propósitos de maneira excelente.

Ao longo de nossa vida, sofreremos decepções, provações, aflições e muitas vezes poderemos nos sentir impotentes diante delas. Mas nós não estamos sós e com a fé podemos nos abrir para mudanças que nos dão forças para perseguir nossos objetivos e trazer experiências que nos transformem para melhor, o que também contribuirá com todos ao nosso redor.

Não se deixe desanimar, afinal em todo nascer do dia nasce também uma nova oportunidade para vivermos o propósito e realizarmos nossos sonhos ainda que para isso tenhamos que abrir mão de algumas coisas.

O Criador de tudo que há, o Deus, te fez imagem e semelhança dele. E você como árvore da vida, nasceu para frutificar frutos excelentes. É importante trazer à memória as suas habilidades naturais e seguir o caminho despertado em ti para aperfeiçoar e aprender mais e mais. 

A grandeza da vida é simplesmente fazer acontecer os grandes sonhos que Deus tem para você, através das suas decisões e escolhas.

“A esperança adiada faz o coração ficar doente, mas o desejo realizado enche o coração de vida.”  (Provérbio 13:12) 

Um forte abraço!

Espaço Entre Olhares (031) 98814-7288

Leia também: É preciso ter coragem nos momentos difíceis

WhatsApp chat