Complementando o que falamos no último post, hoje, no Blog eu falo sobre como é necessário que tenhamos coragem e uma dose de ousadia para este novo ciclo anual de aprendizados. Confira! 

Para começar, é importante compreender que a coragem não é a ausência do medo. Vivemos em busca do nosso equilíbrio e isso inclui ter em si todos os sentimentos, mas em doses saudáveis. Embase sua coragem na capacidade de superar o que te aterroriza, na superação. 

O medo é um sentimento natural, inerente aos seres humanos, e todos nós em algum momento da vida sentimos medo de algo. A pessoa corajosa não é aquela que não conhece o medo, mas aquela que o supera.

A vida sempre nos oferece muitas oportunidades e precisamos ter coragem para enfrentar tudo que é desconhecido ou assustador para aproveitar as chances ao máximo. 

Coragem é quando você escolhe não se recolher ou se diminuir diante de um desafio, dificuldade ou dor; falar o que for certo e justo mesmo que haja oposição; agir pela própria convicção ainda que esta seja impopular. 

O sujeito mais corajoso é aquele que enfrenta a situação, embora tema.

Coragem deve ser sinônimo de ação

Quando você escolhe resolver os problemas que aparecem, quando você opta pelo movimento ao invés da inércia, você está sendo corajoso. E, na maioria das vezes, essas ações pedem muito esforço e por isso, nunca devemos menosprezar nenhum ato de coragem. 

Neste sentido, muitas vezes abrir mão de algo também é questão de coragem. Ficar preso a insatisfação conhecida parece muito mais fácil do que arriscar no desconhecido

É preciso ter consciência de que desistir também é um ato, libertador, da pessoa corajosa. Em todos os aspectos  devemos sempre considerar todo o contexto para chegarmos à conclusão do que é ou não certo, justo, corajoso, digno.

Quantas vezes você já ouviu: “ouse ir além”. Provavelmente muitas, mas se ficou se perguntando: além onde? Além do que você pensa ser seu limite. 

Na grande maioria das vezes é você o responsável por imaginar um limite e acreditar cegamente nele. Esses limites se tornam crenças que criam uma vida pequena e insuficiente. Ir além dos limites exige ousadia, e ousadia é o resultado da coragem.

Mas compreenda que ousar não significa quebrar uma regra ou infringir uma lei. Não falamos aqui sobre agir de maneira inconsequente ou não pensar a respeito dos seus atos. Ousar envolve fazer algo que talvez você não pensasse ser capaz, é quebrar essa barreira que você mesmo se impôs. 

Então para esse novo ciclo que se inicia, eu te convido a tentar algo novo. Se abra ao mundo e esteja pronto para alcançar o inesperado, o surpreendente. Abrace toda a grandiosidade que a vida lhe oferece! 

“O correr da vida embrulha tudo; a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.” – João Guimarães Rosa

Um forte abraço, 

Espaço Entre Olhares (031) 98814-7288Leia também: Ouse crescer

WhatsApp chat