Existem momentos na nossa vida em que é preciso começar tudo do zero. Em outros, basta um olhar apurado para dar novo significado aquilo que já existe, fazendo com que surjam outras possibilidades. Ressignificar é um ato de grande coragem, que vem acompanhado de força vital e liberdade para ousar transformar. Este é o tema do nosso Blog de hoje. Confira!

Se olharmos em um dicionário, encontramos que ressignificar é “dar novo sentido a algo ou alguém já existente”. No entanto, tanto o sentido quanto o processo vão muito além disso.

Precisamos compreender o ressignificar como uma maneira de transformar acontecimentos ruins em aprendizados, encontrar nova motivação para o que já fazemos ou fazer algo que não é tão bom assim se tornar mais positivo em nossas vidas.

Trata-se de uma escolha

Estar vivo quer dizer estar sujeito a passar por momentos bons e outros nem tanto e que isso nem sempre estará sob nosso controle.

Não podemos escolher todas as situações que vivemos,  mas cabe a nós escolher como reagir a elas. Você decide se uma crise servirá apenas para lamentações e vitimizações ou se deixará ensinamentos e evolução.

Entenda que por mais complicada que a realidade pareça sempre existirá uma outra alternativa.

Cabe a nós encontrar novos motivos para sorrir.

Efeitos da ressignificação

Nos incríveis dualismos da vida, a ressignificação é o que nos leva a olhar para o lado bom quando parece que só o contrário acontece. Escolher o otimismo ao invés do pessimismo.

Alguns impactos:

– Transformar tristezas em aprendizados

– Aprender a rir de você mesmo ao invés de abafar sorrisos

– Encontrar força em você mesmo e não se vitimizar

– Fazer das razões para desistir novos motivos para continuar

– Não duvidar da sua capacidade

– Buscar sempre novas motivações

O começo da transformação está em você mesmo

A auto responsabilidade é a crença de que você é o único responsável pela vida que tem levado, sendo assim, é  o único que pode mudá-la, segundo o autor Paulo Vieira, no livro  O Poder da Auto responsabilidade.   

Recriar o que um dia foi criado seja no trabalho, amizades, estudos, profissão, saúde, finanças, família e amor significa aprender a lidar com o novo e perceber que há em tudo que realizamos uma parte de nós em busca por novos sentidos de vida.

A tarefa de desenvolver o conhecimento de si é contínuo e possibilita que atitudes mais coerentes ocupem o lugar de um agir anteriormente apenas reativo.

Olhar de dentro para fora consiste em achar novidade no que se enxerga todo dia; é compreender que a mudança faz parte da vida tanto quanto as estações do ano, que mudam continuamente.

Perdão e aceitação

O perdão e a aceitação são pontos importantes para o processo de ressignificação do que nos aconteceu.

O perdão serve para eliminarmos de nosso caminho o sentimento de culpa que nos rodeia todas as vezes que algo desagradável nos acontece. Isso porque temos a tendência a nos culparmos, sempre achando que poderíamos ter agido de forma melhor e diferente.

Além disso, quando nos perdoamos, e perdoamos também o outro por aquilo que nos aconteceu, nos libertamos para seguir em frente, para caminhar rumo à novas conquistas, que é tudo o que precisamos para nos sentirmos realizados novamente. Isso acontece também quando trabalhamos a aceitação.

O processo é complexo, mas extremamente valioso para uma vida mais plena e feliz. Quando praticamos o perdão a nós mesmos, às pessoas ao nosso redor, e quando aceitamos que estamos diante de uma ou de várias situações que não podemos modificar, a jornada fica mais leve e passamos a enxergar luz no final do túnel. E por conseguinte ver e sentir a força do sol em uma linda tarde de verão. 

Um forte abraço!

Espaço Entre Olhares (031) 98814-7288

Leia também: A reinvenção é necessária nos momentos de crise

WhatsApp chat