Hoje, comemora-se o Dia Mundial da Religião e o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa no Brasil. Aproveito a data para falar sobre como a prática do respeito e da tolerância é a base para uma vida mais harmoniosa entre nós. Continue a leitura do Blog de hoje e confira! 

A data de hoje tem como objetivo promover o respeito, a tolerância e o diálogo entre todas as diversas religiões existentes no mundo, que pregam como princípio a bondade. Ela foi criada em dezembro de 1949, através de uma Assembleia Religiosa Nacional dos Baha’is, uma religião monoteísta fundada pelo líder Bahá’u’lláh, em meados do século XIX, na Pérsia.

A ideia é trazer a reflexão sobre como respeitar as escolhas e opiniões do outro pode fazer o mundo melhor e incentivar a convivência pacífica entre todas as diferentes ideologias religiosas e doutrinárias, evitando a intolerância religiosa. Isso porque as questões religiosas sempre foram motivo para as piores guerras e conflitos que a humanidade já presenciou.

Vivemos em um país rico em muitos sentidos, principalmente no que diz respeito a cultura e  diversidade. Cada indivíduo traz em si suas crenças, sua história e isso precisa ser respeitado. Até porque, somos um Estado Laico, o que quer dizer que a liberdade religiosa de todos é assegurada por lei. 

Esse cenário de incapacidade de lidar com as diferenças, inclusive as religiosas, existe especialmente por falta de conhecimento e pela dificuldade em administrar as nossas próprias emoções. 

Quando não existe a maturidade emocional necessária, é impossível ter a mente aberta ao que é diferente do que estamos acostumados. Acreditamos apenas na “nossa verdade”, invalidando o que faz sentido ao outro. Assumimos uma postura rígida em relação às crenças alheias. 

O primeiro passo é o respeito às diferenças. Para isso, precisamos compreender que cada pessoa tem uma maneira única de pensar e se comportar. As crenças são construídas a partir da maneira como nós interpretamos aquilo que vivenciamos, e é natural que cada um tenha sua própria verdade baseada nas experiências pessoais. 

Depois, é necessário lembrar que não somos donos da razão. Algumas pessoas acreditam que a razão está sempre com elas, e por isso, encontram muita dificuldade quando se deparam com opiniões diferentes. 

É preciso lembrar que se queremos que nossas posições e opiniões sejam respeitadas, precisamos respeitar o outro.  

Neste mesmo sentido, quanto mais flexíveis formos, melhor viveremos. É fundamental o exercício de se colocar no lugar do próximo e também de ouvir livre de críticas. Conhecer outros pontos de vista além dos nossos nos tornará mais inteligentes e sensíveis ao próximo.

O preconceito surge com a ignorância. Então meu convite hoje é de que possamos abrir nossas mentes e corações para ouvir e flexibilizar mais. Conversar com outras pessoas sobre assuntos que ainda não temos conhecimento é uma oportunidade incrível de enriquecimento mental e emocional. Aproveite a experiência! 

Um forte abraço, 

Espaço Entre Olhares (031) 98814-7288

Leia também: Negação: o que evitamos é o grande desafio na busca por realização humana

WhatsApp chat