Você sente dificuldade em falar não para os outros? Vive uma rotina sobrecarregada de responsabilidades e tem dificuldade em desacelerar? Força o seu corpo e sua mente a trabalhar mais do que poderia? Continua vivenciando relacionamentos tóxicos, ou seja, que são abusivos? 

No artigo de hoje, vamos falar sobre a importância de aprender a reconhecer e respeitar os limites próprios, a fim de contribuir para seu bem bem estar físico e emocional. 

Impactos físicos e emocionais 

Quando não respeitamos nossos limites físicos e emocionais, reagimos de alguma forma, inclusive fazendo adoecimentos. E o resultado disso se reflete não apenas no desgaste físico ocasionado pelo estresse, que pode provocar hipertensão, cansaço excessivo, mudança de apetite e outros. 

Mas também no desgaste mental, que tende a ocasionar transtorno de ansiedade, irritabilidade, hipersensibilidade emotiva e em alguns casos, depressão. 

Até onde eu posso chegar? 

Saber o que dá sentido a sua vida, quais propósitos embasam suas ações, são ponderações essenciais na construção do viver com qualidade e satisfação.

Por isso, reconhecer os limites da própria identidade e compreender até onde é possível chegar, nem sempre é um processo fácil. A psicoterapia é um processo que auxilia em muito essa trajetória.

Muitas vezes, estamos tão vinculados aos hábitos atuais e exigências externas, que desacelerar ou simplesmente deixar de fazer algo que não está  nos fazendo bem, pode parecer um sinal de fraqueza ou de incapacidade. 

No entanto, saber identificar os sinais e os limites do seu corpo e da sua mente, se faz amplamente necessário. Afinal, quanto mais abertos estamos para buscarmos quem realmente somos, mais facilmente conseguiremos assumir e viver dentro dos nossos limites, ou seja, preservando a individualidade.

Foque em você mesmo 

Para viver uma vida mais feliz e saudável, é importante saber reconhecer seus próprios limites e aceitá-los! 

Determine até onde você pode chegar. Divida tarefas com seu semelhante. Com leveza, busque redirecionar para outra hora, aquilo que você não pode desenvolver naquele momento. E quando necessário, diga não.

 Elimine gradualmente da sua vida aquelas situações que exijam mais do que você tem condições para lidar na ocasião.

Tenha sempre em mente que, não é possível “abraçar o mundo” e nem “dar conta de tudo sozinho”. 

No tocante às emoções e sentimentos é similar.

Evite guardar emoções nocivas ao seu bem estar. As emoções são um potente sinal de que talvez esteja extrapolando o limite pessoal. Costuma ser um ” recado” para a reconquista de uma vida mais saudável.

Saiba aceitar e procurar ajuda seja de amigos, de seus familiares bem como de um profissional qualificado.

A construção de novas percepções, compreensão e diferenciação do que são necessidades e limites trará alegria e autenticidade ao seu viver.

Forte abraço!


Fonte: 

Ministério da Saúde: 

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/53983-entenda-como-o-estresse-pode-impactar-na-sua-saude

“Olá, muito prazer eu sou Jussara Estela Arthuso, Psicóloga e sou a responsável pelo Espaço Entre Olhares. Nosso objetivo é acolher e favorecer a transformação  na vida de cada uma das pessoas que buscam os serviços citados na Página Para Você aqui do site. Os artigos publicados aqui, ajudarão você na melhoria da qualidade dos relacionamentos e espero que as minhas palavras possam te trazer o conforto e as soluções que você busca. Se você gostou ou mesmo se ficou com alguma dúvida, aproveite para deixar o seu comentário no Fale Comigo, aqui na página”.

WhatsApp chat