Desenvolver o amor próprio e a autoestima são algumas das primícias para manter uma boa saúde mental. Entretanto, com os desafios do dia a dia, nem sempre é fácil desenvolver atitudes de auto respeito e  de gratidão pelos desafios que a vida apresenta.

Neste artigo, vou falar sobre a importância de desenvolver e de praticar o amor próprio para ter uma vida mais equilibrada. 

Como anda a relação que você tem consigo mesmo? 

Por vezes, estamos tão focados em manter boas relações externas em nosso casamento, como pais, como profissionais, que desenvolver uma relação de amor conosco, acaba sempre ficando em último plano.

Entretanto, como descrito pela colunista do jornal El País  Inmaculada RuizGostar de si mesmo é a base de nosso bem-estar mental e uma das maneiras de construirmos uma boa relação com outros”.

Desde a infância, é importante que necessidades emocionais básicas sejam supridas para que se alcance estabilidade emocional.

Quando nos amamos mais, desenvolvemos também melhores relações com o nosso próximo. Afinal, ninguém pode manifestar o  amor ao próximo, se ainda sofre de restrições emocionais para amar a si mesmo. 

Por que é tão importante amar a si mesmo?

A necessidade de amor e afeição, a necessidade de pertencimento e de ser querido nas fases dos ciclos de vida,  tais como a infância, adolescência, fase adulta e terceira idade, são fundamentais para a saúde emocional. 

A ausência ou debilidade desse amor gera dificuldades emocionais e sociais.

É fato que todos nós em diferentes momentos da vida, passamos por fases onde nos amamos mais e estamos felizes com nossa realidade atual. E passamos por fases mais complexas, onde é mais difícil ver o lado bom de nós mesmos. Fato é que em toda existência humana o desejo de intimidade e sentir-se amado estrutura a relação consigo e o mundo.

Quando você desenvolve o amor próprio, passa  também a se aceitar mais, não por uma questão de conformismo. Pelo contrário! Você reconhece suas potencialidades e suas limitações. E sabe que é um ser humano assim como qualquer outro, que está em constante processo de crescimento. 

Como desenvolver o amor próprio?

O amor próprio, assim como os outros tipos de amor, precisa ser desenvolvido. É evidente que cada pessoa pode desenvolver o amor a sua forma, mas algumas práticas podem ajudar nesse processo de desenvolvimento de “auto amor” e autoestima: 

  • Valorize sua própria companhia 
  • Reconheça suas qualidades e limitações
  • Expresse seus sentimentos
  • Diga mensagens de incentivo para você mesmo
  • Cultive boas amizades 
  • Procure manter seu corpo e mente ativas

Um bom exemplo de atividade que pode contribuir com diversos aspectos em sua autoestima e desenvolvimento pessoal é a Biodança, 

Nas práticas semanais, aqui no Espaço entre Olhares Psicologia é possível se distanciar dos problemas externos e se reconectar consigo mesmo, através dos movimentos corporais, os ritmos das músicas e o contato com as pessoas do grupo.

Como participar das aulas de Biodança

As aulas de Biodança acontecem todas às quartas feiras, das 19:30 hs as 21:30 hs, no Espaço Entre Olhares Psicologia, no bairro Jardim Casa Branca, em Betim.

Para mais informações, entre em contato conosco através do Whatsapp 

(31) 9 8814-7288.

“Olá, muito prazer eu sou Jussara Estela Arthuso, Psicóloga e sou a responsável pelo Espaço Entre Olhares. Nosso objetivo é acolher e favorecer a transformação  na vida de cada uma das pessoas que buscam os serviços citados na Página Para Você aqui do site. Os artigos publicados aqui, ajudarão você na melhoria da qualidade dos relacionamentos e espero que as minhas palavras possam te trazer o conforto e as soluções que você busca. Se você gostou ou mesmo se ficou com alguma dúvida, aproveite para deixar o seu comentário no Fale Comigo, aqui na página”.

WhatsApp chat